Soluções inteligentes, proteção efetiva.

Firewall

Para que serve um Firewall?

Um Firewall é composto de um Hardware (equipamento) com um Software capaz de gerenciar o acesso a internet e impedir que invasores tenham acesso a rede de sua empresa. Isso é feito através de bloqueios de portas de acesso e proibição de navegação em sites indevidos, reconhecidamente como potenciais fontes de vírus. Um Firewall normalmente também gerencia e balanceia vários links de internet, possibilitando que a empresa possa tirar melhor proveito dos links e evita que a internet pare se um link estiver inativo, desde que a empresa tenha mais de um link.

VPN

O Que significa VPN e para que serve?

O termo VPN significa ( Virtual Private Netowork), o que na pratica é feito através de um tune de criptografia entre dois pontos de comunicação. Como os dados ficam embaralhados com uma chave muito forte, mesmo que alguém tenha acesso a estes dados seria praticamente impossível quebrar esta chave com ferramentas comuns. A VPN serve para interligar filiais, permitir acesso remoto aos servidores, proteger informações importantes que precisam navegar pela internet. A VPN pode ser fixa ou discada. A fixa interliga filiais permanentemente e é feita pelos firewalls de cada uma das pontas, enquanto que a VPN discada é feita a partir de um computador com um software apropriado que disca para o servidor VPN que pode ser o próprio firewall.

Filtro de conteúdo

Para controlar a internet é preciso estabelecer bloqueios dos sites maliciosos. O problema é que estes sites mudam constantemente e o tempo todo surgem novos sites. Para facilitar isso existem órgãos na internet que categorizam os sites para facilitar o trabalho dos responsáveis pela segurança. Estes serviços são vendidos em forma de assinatura, juntamente com outros produtos em pacotes de segurança, tais como antimalware, categorização, níveis de reputação, lista negra e outros. Os Firewalls gratuitos não contam com estes serviços de assinatura e precisam de muita mao de obra para gerenciar manualmente estes ajustes de bloqueios. O seja, o que se economiza em tecnologia e inteligência seria gasto em mão de obra.

Um appliance nada mais é do que um computador robusto instalado dentro de uma pequena caixa de um roteador, já com todas as interfaces, processador, memoria instalados em uma única placa e preparados para suportar cargas de trabalho exaustiva pois são feitos para atender milhares de conexões simultâneas e rodar softwares complexos. Já um software instalado em um computador pode estar sujeito as mesmas falhas de um computador, como memoria, hd, sistema operacional etc e normalmente um bom computador preparado para operar em elevado nível de stress custa bem mais caro que um apliance. .

Para evitar que voce precise se preocupar com o Hardware, as licenças e os serviços de suporte foi criado a plataforma de Segurança como Serviço que com uma assinatura mensal lhe fornece o hardware, as licenças e o suporte, além do monitoramento de falhas e intervenções para correção. Alem disso o serviço é pago mensalmente em Reais.

Para evitar que voce precise se preocupar com o Hardware, as licenças e os serviços de suporte foi criado a plataforma de Segurança como Serviço que com uma assinatura mensal lhe fornece o hardware, as licenças e o suporte, além do monitoramento de falhas e intervenções para correção. Alem disso o serviço é pago mensalmente em Reais.

Backup em Nuvem

Um backup local é feito para um HD externo que fica plugado diretamente no servidor enquanto um backup em Nuvem os dados são copiados pela internet para um Datacenter que fica em outro local e que conta com uma grande proteção contra falhas.

Os HDs externos não feitos para trabalhar de forma intensiva, mas durante uma rotina de backup eles são submetidos a um stress de varias horas em um processo de gravação e leitura continua. A incidência de falha é grande, e pode acontecer justamente quando voce mais precisa deles. Por outro lado todos os dados estão ali naquele único hd e se houver algum incidente ou sinistro no local, como roubo, incêndio, desabamento, o Hd externo pode ser perdido juntamente com os dados originais.

Esta é uma situação bem comum e protege a empresa em caso de incidentes com perdas físicas.

O Backup em nuvem pode ser feito tanto da imagem completa do servidor já com os arquivos e dados, como também pode ser feito apenas dos banco de dados e arquivos, para serem restaurados em caso de necessidade.

Disaster Recovery

O termo disaster Recovery é usado para indicar a capacidade de recuperar os dados rapidamente mesmo a partir de desastre físico que impeça o acesso aos servidores e ou dados da empresa. Para isso é preciso ter uma estratégia previa de Redundância dos dados para manter a continuidade dos negócios em caso de falha grave.

Você poderia montar um estrutura redundante no seu datacenter ou em outro local remoto de sua empresa, mas isso exigiria um investimento de infra-estrutura semelhante ao atual, que ficaria sem uso permanente até que ocorra um acidente grave. As maquinas são replicadas de um datacenter para o outro e uma vez que haja uma falha o segundo datacenter pode entrar em operação em questão de minutos. Quando você faz o Disaster Recovery em Nuvem, você não paga continuamente pela estrutura replicada, mas sim pelo serviço de replica das VMs. Somente no caso de um desastre em que você irá colocar as maquinas replicadas em operação é que terá o custo de uso da estrutura completa pelo período em que elas estiverem operando em substituição do seu ambiente físico. Outra grande vantagem do Disaster Recovery em nuvem é que os dados podem ser acessados de qualquer local e podem atender não apenas em caso de desastre físico, mas em situações de manutenção ou de impedimentos de acesso ao local físico.

De o proximo passo,
Fale agora com um consultor!
0 +
Clientes satisfeitos
0
Projetos finalizados
0
Especialistas
0
Postagens de mídia
Você está pronto para um melhor,
Ganhe produtividade com a tecnologia !